Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RUMOS DIFERENTES:

Rumos diferentes:

Um dia, eu andava por rumos diferentes.
Já não acreditava, mais em nada na vida.
Uma dor, enorme no peito me abrasava.
Queimava como brasa, deixando feridas.

Minha vida destruída, nada mais eu tinha.
Apenas a dor, a destruir-me, a me corroer.
Meus amigos haviam partido, sós eu ficara.
Sem esperanças num mundo, a percorrer.

Nada mais eu tinha a ganhar, ou a perder.
De repente uma luz, um fio de esperança.
Uma mão amiga, a mão que me recolheu.

Devolveu-me a confiança, e na sua amizade.
Levou-me pela a mão, neste meu recomeço.
Amiga, hoje sozinho, eu, procuro por você.




Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 14/10/2005
Código do texto: T59471
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 73 anos
2317 textos (155174 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/20 10:36)
Volnei Rijo Braga