Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ACREDITAR OU NÃO:

Acreditar ou não:


Quando criança adorava escrever na areia.
Eram apenas desenhos, nada mais que riscos.
Mas era o que eu entedia, eram minhas letras.
Hoje revelo meus sonhos, em forma de poesia.

Fugindo, dos meus traumas, de minha infância.
O medo das pessoas, que apenas viam em mim.
Um homem de sorte, apenas mais um analfabeto.
Um excluído da sociedade, eles pensavam, assim.

Acreditar ou não, hoje tenho dignidade, e amigos.
Amigos, que não vacilaram, em me estender à mão.
Dando-me a chance de um dia crescer, e ser alguém.

Em mãos estranhas, aprendi uma lição de vida.
Nos seus incentivos encarei, este mundo de frente.
Pois eu não era mais a mentira, eu era eu, na verdade.
 



Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 15/10/2005
Código do texto: T60017
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 73 anos
2317 textos (154962 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/08/20 07:09)
Volnei Rijo Braga