Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Trovão

E então veio um trovão
Rompendo o silêncio de minha mente
Anunciando a morte alheia
Que agora, em algum mundo incendeia.

A alma - ou espírito, não importa -
Ainda vagando perdido na terra
Sem saber pra onde ir
Na dúvida entre descer ou subir.

Sinto a morte alheia muito próxima
E alguém me anuncia
Sinto, sim, posso dizer
O trovão me denuncia.

Nada temo neste caso, afinal
O trovão já não me apavora
A chuva sim, me amedronta
Nela sinto a "minha hora".

Mas a chuva, o trovão, tudo
Eu sei, tudo está do meu lado
Somente em meu leito fatal
Tudo, enfim, ficará claro.

Enquanto este dia não chega
Eu não posso ir embora
E o trovão me anuncia
A morte alheia a toda hora.
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 08/03/2005
Código do texto: T6017


Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 35 anos
958 textos (33232 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/20 09:06)
Júnior Leal