Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PARAÍSO

UM CESTO
DE FRUTOS RUBROS
RELUZENTES,
FEITO UM SOL INTEIRO
EXPOSTO O SEU INTERIOR,
ESTÁ AO MEU LADO.
EU APRENDERIA O PRAZER,
UMA SATISFAÇÃO.
MAS NÃO POSSO TER
UMA OUTRA FORMA
QUE NÃO A DESTA ESTÁTUA DE SAL,
NÃO POSSO UM MOVIMENTO
EM DIREÇÃO A ELE.
UM DEUS ME VIGIA
EM SUA HABITAÇÃO OCULTA.
SEI DA SERPENTE,
EVA,
ADÃO.
ANTES FOSSE DESPROVIDO
DO SABER.
UM PRIMEIRO.

OBS.:Só não fazemos tudo devido a carência de justificaticas dignas para esse tudo. Eis o homem! Eis o pulsar em si!
pedro amaro
Enviado por pedro amaro em 15/08/2007
Código do texto: T608019

Comentários

Sobre o autor
pedro amaro
Barra do Piraí - Rio de Janeiro - Brasil, 34 anos
35 textos (1289 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/05/21 01:00)
pedro amaro