Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Queijo Manteiga

07/01/17

Queijo manteiga,

Quem come se lambuza
Até passar mal.
Precisa estar bem feito.
Se não foi feito com esmero,
Passa mal, imediato.
Nunca mais tinha comido.
Sua mãe sabia fazer
delicioso.
Agora está casada.
É a sua vez de fazer.
Só sua mãe sabia fazer.
Sonhava de manhã, tarde,
noite.
Queijo manteiga não
aparecia.
Só nos sonhos.
O seu desejo aumentava.
De manhã, tarde, noite.
Seu marido chegou em casa
feliz.
Trouxe um maior queijo
manteiga.
Um pedaço grande foi à boca.
Da boca pra fora, cuspiu.
Aquilo não era um queijo
manteiga.
O marido ficou chateado.
A esposa mandou
experimentar.
Ele colocou na boca.
Da boca pra fora cuspiu.
Queria prender o tratante.
Era em vão.
Assim que vendeu o falso
queijo,
bateu asa e voou.
Ninguém mais soube dele. Adriana Quezado


3° Chamada Pública de Poesia da Kawo
Selecionada


















ADRIANA QUEZADO
Enviado por ADRIANA QUEZADO em 16/08/2017
Reeditado em 16/08/2017
Código do texto: T6085574
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ADRIANA QUEZADO
Fortaleza - Ceará - Brasil
237 textos (14588 leituras)
1 e-livros (115 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/06/19 03:56)
ADRIANA QUEZADO