Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Aranhas noturnas

voltem como aranhas para as suas fendas
fujam da noite impetuosa
se escondam do céu negro e das nuvens escarlates
nada de bom resta para essas almas desnudas de espírito
apenas a malícia esgotada das mesas desses bares abandonados
se lambuzem pela ultima vez nessas garrafas de veneno
deem o ultimo trago, o tempo de vocês está terminado
o sol esta vindo e com ele as suas vergonhas que nem ardem mais
tanto quanto o encontro de olhos empedrados.

mas o que queima de verdade
é saber que estão de volta em seus buracos
presos e exilados na escuridão do anonimato
onde apenas lhe restam o piso gelado
por onde irão rastejando até seus leitos solitários
e repousarão até que sobre apenas poeira sobre os lençóis.
Renan Luy
Enviado por Renan Luy em 26/12/2017
Código do texto: T6208816
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Renan Luy
Irati - Paraná - Brasil, 21 anos
113 textos (1885 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/20 19:15)
Renan Luy