Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto



E por mais que a vida teime em doer,
sempre haverá uma centelha de esperança
Um raio de sol que penetra pelas frestas da 
velha casa, de paredes desbotadas, móveis
envelhecidos,  retratos pendurados
aqui, acolá...Passado; recordações de tempos
cheios de brilho e vivacidade...

Mas tudo é transitório
Como os grãos de areia na praia.
A cada onda que chega, nunca a mesma,
arrastando castelos feitos pelas mãos de uma criança,
desgastando os rochedos, esfacelando os corais...

Assim é o ensejo de viver, sonhos são levados
pelos ventos, planos são desfeitos pela imutabilidade 
dos desencontros, dos desencantos, dos descontroles.
Temporais que açoitam o velho casebre
Mas nunca há nem haverá um jamais...
Tudo se renova com o nascer de um dia...

E quando menos se espera eis que surge a poesia!
Novos sonhos, recém concebidos__ Milagres
Do silêncio mortificante de outrora, o soar de risos
Da amargura da alma cansada, doce acalentar da ternura
e da descrença, da solidão o mais doce renascer da fé!
Sem explicações nem razões...
Eis o que a vida é!


Imagem: Pinterest 
Elisa Salles ( Elisa Flor)
Enviado por Elisa Salles ( Elisa Flor) em 27/12/2017
Código do texto: T6209805
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
Elisa Salles ( Elisa Flor)
Serra - Espírito Santo - Brasil, 46 anos
748 textos (7124 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/20 11:58)
Elisa Salles ( Elisa Flor)