Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
AOS SKIN HEADS (Aos Neonazistas)

Sou preconceituado por ser Nordestino,
mentalmente radiografado, como imbecil,
os neonazistas traçaram meu destino,
sou nordestino, estrangeiro no meu Brasil.

A cabeça chata incomoda e o meu perfil,
não dialogam, se afastam de modo hostil,
meu sotaque envergonha e o meu manequim,
aos subdesenvolvidos arianos tupiniquins.

Prejulgado, nem sirvo  para trampar em obras,
desinformado, pra eles, jamais li quaisquer obras,
Confúcio, Pitágoras, Voltaire, Platão, são deles
exclusivamente...
Karl Max, Aristóteles, Cervantes, Kante, ignoro-os
completamente...

Endossado por Gilberto Freire e Jorge Amado,
não convenço, continuo sendo um tapado,
José de Alencar como álibi, acabei fracassado,
é o preço que pago por ser um Nordestinado.

São os brasis dos contrastes inexplicáveis,
como seus filhos rotulados e miseráveis,
Skin Heads desempregados, favelados,
discriminando Nordestinos flagelados...

Livro: REVERSOS
Editora: CEPE (1993)

OBS-Poema revisado,












 
Benedito Morais de Carvalho (benê)
Enviado por Benedito Morais de Carvalho (benê) em 09/01/2018
Reeditado em 09/01/2018
Código do texto: T6221673
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Benedito Morais de Carvalho (benê)
São Paulo - São Paulo - Brasil
565 textos (10216 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/20 00:04)