Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Torpor antigo!




Por fim desperto de um torpor antigo,
Elevando a cabeça a procura de alguma luz,
Por entre a penumbra do aposento...
Que venha por alguma fresta da janela,
Que penetre profundo no aposento escuro!
Lento afasto as pesadas cortinas,
Tremulo a escuridão desvirginizo,
Arrombo as amarras da solidão...
Tão insano...
Visão então tão turva...
Tremulas as mãos, passeando pelos cabelos, despenteados,
Quanto tempo? Quanto tempo que eu não me sinto...
Morto? Vivo?
Quanto tempo...
Na boca um gosto esquisito,
Na mente um nome meio que esquecido...
No peito um aperto,
Dor...
Torpor antigo!
Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 22/10/2005
Código do texto: T62277
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Edvaldo Rosa
São Paulo - São Paulo - Brasil, 59 anos
1820 textos (190452 leituras)
23 áudios (10877 audições)
39 e-livros (11008 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/20 21:00)
Edvaldo Rosa

Site do Escritor