Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O INSANO POETA

Descrevendo a alma em palavras.
Profundas, saídas da melhor lavra.
Marcadas por profundo poetar.
Mergulha qual mergulha no oceano.
Envolto por poema tão insano.
Sensível esse dom de só rimar.

Quisera ser esse INSANO POETA.
Versar que seja sempre a sua meta.
Prá alma de todo leitor alegrar.
Co' alma plena e clara de poesia.
Que o verso seja carta de alforria.
Resposta quando a alma perguntar.

Que a insanidade ocupe essa mente.
Que a prosa esteja sempre presente.
Que possa nova resposta provocar.
Que Deus proteja sua insanidade.
Que a fé envie o amor e a verdade.
Que insano seja sempre o seu amar.








Linda interação da Poetisa amiga Regina Madeira para minha singela poesia INSANIDADE POÉTICAS.
Gratidão.
Jô Pessanha.
Regina Madeira
Enviado por Jô Pessanha em 16/02/2018
Reeditado em 16/02/2018
Código do texto: T6255347
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Jô Pessanha
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
369 textos (75221 leituras)
2 áudios (219 audições)
7 e-livros (1790 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/01/21 08:15)
Jô Pessanha