Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PROFECIA

Um pranto incessante sobre a dispensa vazia
Um alimento humilde, que outrora,
tão bem os alimentava, os revigorava,  supria
Um beijo mui terno,
Na face canela, mui tenra, macia
É consolo que não mais sacia

Um aviso dado,
afetuoso,  paternal
mesclado em temor e amor
porém antiquado, ultrapassado

mil beijos, miríades de abraços,
um ato,
feto que surge no ventre juvenil
aviso ignorado, seara de lágrimas
machado que corta a alma,
projetos pulverizados, abreviaturas
ele ticou mais uma,
sorriu irônico, partiu

um cônjuge humilde que apreciativo ouvia
uma união amalgamada, recanto de paz e alegria
uma família amável, porto seguro na Rocha,
refugio no  turbulento dia
um guia divino, que tão bem os orientava,
os protegia,  instruía

um profeta, uma profecia
um por quê sobre a paz,
um por quê sobre a guerra
e esses sofrimentos na terra?

um por quê sobre a vida
um por quê sobre a morte
uma resposta obtida,
em mais uma profecia
fielmente cumprida!





Uma reverência  Ao Soberano Senhor de Todo o Universo, Pai,
Fonte de Toda Vida
Deus Todo – Poderoso ( Ele causa que venha a ser )
Queiram ler Revelação ou Apocalipse 4:11 E Hebreus 4:12



davicartes@gmail.com
poesiasegirassois.blogspot.com
Davi Cartes Alves
Enviado por Davi Cartes Alves em 28/08/2007
Reeditado em 07/10/2007
Código do texto: T627110

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Davi Cartes Alves
Curitiba - Paraná - Brasil
788 textos (71648 leituras)
2 e-livros (115 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 06:40)
Davi Cartes Alves