Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

sei de ti, mulher

sei de ti nos sorrisos matutinos do dia,
da alegria cansada de cada tarefa,
do colo moldado por cada filho;

sei de ti na força que te rasga o ventre,
da vontade com que torces a tristeza,
do futuro que dás em fruto à vida;

sei de ti, mulher, mãe de toda a doçura,
que vive, ama, resiste, sofre e luta,
para que o futuro seja de sol e de pão,
sem incertezas, sem frios de amargura!


=======

este poema, como toda a obra do autor, está registada
na Sociedade Portuguesa de Autores - SPA e no IGAC
Lisboa - Portugal

========
João Videira Santos
Enviado por João Videira Santos em 16/03/2018
Reeditado em 16/03/2018
Código do texto: T6281658
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (João Videira Santos). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
João Videira Santos
Lisboa - Lisboa - Portugal
236 textos (17312 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/06/19 09:05)
João Videira Santos