Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DANÇARINA FLAMENCA

Chama cambiante,
Salamandra irrequieta,
Vultos sensuais, volúpias
Costurados em vestido,
seda carmesim

Alma ferina, charme provocante,
Meneios e requebros asfixiantes
Ritmo vigoroso, frenesi estonteante
olhares fulminantes de desprezo, hipnose
enleios apaixonantes

Bela dançarina flamenca,
sapateias na voraz ilusão de possuir-te,
sou teu emudecido espectador
camponês madrilenho
enternecido, na viril multidão estupefacta,
petrificada

Partiste meu coração ao meio
e fizestes dele
castanholas escarlates
a produzir musicalidade vigorosa
causticante n’alma

chama cambiante,
rosa vermelha, cálida
dardejas tuas pétalas de fogo
qual revoada
de pássaros cortantes n’alma

teu perfume embevece,
enfeitiças, cravos imprestáveis,
touros indomáveis,
da arena milenar
dos confins da Andaluzia







davicartes@gmail.com
poesiasegirassois.blogspot.com

Davi Cartes Alves
Enviado por Davi Cartes Alves em 29/08/2007
Reeditado em 03/02/2008
Código do texto: T629879

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Davi Cartes Alves
Curitiba - Paraná - Brasil
788 textos (71655 leituras)
2 e-livros (115 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 11:42)
Davi Cartes Alves