Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A SEGUNDA PESSOA

tendes medo da vanguarda do amor
mesmo assim és feliz
quando alcanças a plenitude
nalguns segundos dalguns minutos do dia
tendes a virtude da paciência do amor
mostras o ciúme tedioso do amor
os crimes hediondos do amor
morres de vontade de viver do amor
unges de sagrado o profano do amor
segues as luzes intermitentes do amor
danças os passos trágicos do amor
a paixão desesperada do amor
a rotina enfadonha do amor
os minutos subjacentes ao amor
cruzas os caminhos convergentes do amor
ouves música na respiração irregular do amor
saúdas o amanhecer do amor adormecido
sucumbes na água
no ar no fogo na magia na química
no desenho na poesia no humor
do amar
Escobar Franelas
Enviado por Escobar Franelas em 24/10/2005
Reeditado em 27/10/2019
Código do texto: T63042
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Escobar Franelas
São Paulo - São Paulo - Brasil
1548 textos (131893 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/11/20 10:01)
Escobar Franelas