Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PATRICIA

Quem vive de amar sabe o bom de morar numa ilha,
Seus coqueiros regendo ares, lambidos por mar seus pés,
O amanhecer norteando pássaros em busca de sementes,
A cálida brisa rendando pedras polidas por mãos marinhas,
Peixes dançando barbatanas espiando coloridas serpentes,
O azul transparente de correntes marítimas, suas marés,
A indefinível poesia das nuvens compondo versos aéreos...

Pelo perfume das cargas de especiarias sabe o marinheiro
Porto adentro quem vem chegando, o navio balouçando,
Das rochas o trepidar sente, das folhas nas encostas o rufar...
De tantos nós as mãos soltar e reter sabem com dureza...
Áspero coração talhado em tempestades de fim de mundos,
Acaricia o leme e suporta o que a outro seria dor cruel,
Saudade da embarcação criada à semelhança de si...

Lambe a noite os restos de sol perdidos entre frestas de bares...
Só quem viveu horizontes sabe que não é redondo o mundo...
Os pés cobertos por botas de centenas de milhas navegadas,
Arfa de alegria, bate o tambor do desejo, ri de rir entalhado,
Abre o vai-e-vem e perscruta o ambiente de fumaças distantes,
Abre os braços como quem acorda de um pesadelo milenar,
O primeiro trago sorve e faz-se córrego à corredeira desembestada...

O quarto entreaberto reluz um pingente em uma orelha macia,
O ombro de um quase pálido ocre sustenta uma delicada alça;
Como que por um instinto de freguês de tabacaria portuguesa
Vira-se ela e iluminam seus olhos todos os países a serem fundados,
Todos os seres que virão um dia deitarem-se aos seus pés;
O universo se completa e o esquecido agora e sempre será lembrado...
Os lábios recitam um nome, ode inconfundível de poeta eterno,
Seu colo, mãe de todas as pérolas, arfa em indivisível gozo...
Varrido por um tufão de essências o silêncio pronuncia um nome,
Patricia, caem-se as vestes do tempo e ali, quase diáfano,
Surge o tesouro encoberto por florestas de alheamento.



   

Preto Moreno
Enviado por Preto Moreno em 31/08/2007
Reeditado em 30/05/2009
Código do texto: T632161

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Orivaldo Grandizoli). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Preto Moreno
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
7519 textos (108198 leituras)
19 áudios (162 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 23:39)