Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MINHA ESTRANHA COMPANHEIRA

Vai alma minha
liberta desta matéria que te prende
alcança o espaço infinito
atravessa o tempo
sonda o cosmo
mas encontre o que te falta

Vai alma minha
o teu corpo não te pesa
és livre deste peso
que me prende neste plano

Vai alma minha
viaja enquanto estou dormindo
busque o que te falta
talvez demore muito
para se libertar de mim

Eu sei que sofres
não tens paz aqui
e por mais que eu te dou
não te faço feliz

Sinto a sua aflição
tento te acalmar
mas tudo é em vão

Ainda não te compreendo
não sei o que desejas buscar
porém te dou permissão para sair

Vai alma minha
volte para que eu possa despertar
mesmo não sabendo teus mistérios
sei que encontras tua paz em algum lugar

Célia Jardim

Célia Jardim
Enviado por Célia Jardim em 31/08/2007
Reeditado em 07/12/2007
Código do texto: T632308

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Célia Jardim
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
1081 textos (44362 leituras)
20 áudios (1452 audições)
10 e-livros (775 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 17:14)
Célia Jardim