Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MINHA ALMA

MINHA ALMA

Minha é luz, chama sempre acesa
Eu vivo a derramar prantos tal colibris
Nascidos livres, porém cortaram suas asas
Mãos destrutivas, vis.

Minha alma é clara, pura
Eu navego nas águas da incerteza
Apego-me a qualquer jura
Para não me perder em correntezas

A tantas vidas me acompanha
Estanca minhas lágrimas, cigana
Incansável talismã, nobre diamante

Renasce comigo novamente
É porto seguro e eu frágil e inconstante
Alma poeta num coração errante.
Tânia Mara Camargo
Enviado por Tânia Mara Camargo em 01/09/2007
Código do texto: T633915
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tânia Mara Camargo
Jundiaí - São Paulo - Brasil, 60 anos
508 textos (17639 leituras)
7 áudios (418 audições)
1 e-livros (32 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 09:06)
Tânia Mara Camargo