Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FILHO AMADO...QUE SAUDADE SOFRÍVEL!


SABERÁ UM DIA COMO DILACERA MEU CORAÇÃO LHE VER FICANDO SEM MIM!

NO SEU SILÊNCIO, PELA AUSÊNCIA DA FALA, PERCEBO EM SEUS OLHOS O MESMO SOFRIMENTO!

AGUARDO INFELIZ A HORA DERRADEIRA DE PARTIR... NECESSIDADE, SONHO, FUTURO E UM PRESENTE SOFRÍVEL... LÁGRIMAS ENFERMAS!...

CREIA FILHO, NÃO TEM SIDO FÁCIL NEM PENSAR, IMAGINE QUÃO INSTRANSPONÍVEL É ESCREVER ESTE MARTÍRIO!...

Balsa Melo
02.03.2005
BRASÍLIA (AEROPORTO) - DF
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 03/09/2007
Código do texto: T636181
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87947 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 20:15)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)