Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMANHECE NOITE

AMANHECE NOITE

Amanhece noite
Em que se empilham corpos
Matam-se cabeças
Dá-se adeus ao amor
Segue a vida
Com suas profundas distopias
Suas imbecilidades
Repletas de razões
Ao lado dos mortos
Bebem valentes
Vomitando suas proezas
Cheios de orgulho
De sua estupidez violenta
Choram crianças famélicas
Ao derredor de corpos
Que migram para o além
Poderosos vibram
Pela destruição da razão
Pela destituição do bem
Pela apologia do mau e dos males
Tudo por humanidade melhor
Segundo novos princípios e precipícios



Arjofe
Enviado por Arjofe em 11/07/2018
Código do texto: T6387592
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Arjofe
Taubaté - São Paulo - Brasil, 68 anos
3543 textos (71645 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/18 08:45)
Arjofe