Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Identidade

Distancio-me da humanidade
Num retiro quase que instintivo.
Pessoas perderam a identidade,
E eu não fiz diferente.
Tenho na distância um lenitivo
Para o meu receio de ser também gente.
E as perguntas me respondem:
Onde está a fragilidade das pessoas?
Onde elas a escondem?
É... As pessoas parecem tão fortes!
São decididas quando ofendem.
Sentem-se vitoriosas quando acumulam riquezas
E, imponentes em seus breves portes.
É que pessoas são blindadas quando das outras não dependem;
São exatas com as suas certezas.
E, então, a humanidade em nada parece humana.
E as indagações me abalam:
Será que a distância me fará insana,
Ou apenas me trará a idade?
É... Aquela que enfim nos faz ver
O que todos, todos acabam por esconder.
Mas as respostas, elas se calam.
Suely Andrade
Enviado por Suely Andrade em 12/07/2018
Código do texto: T6387799
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Suely Andrade
Fortaleza - Ceará - Brasil
300 textos (8508 leituras)
1 e-livros (34 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/07/18 05:14)
Suely Andrade