Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOMENTE DÁ QUEM TEM!


Perdõe-me por esperar de você mais do que pôde me oferecer!

Imaginei-lhe de forma amena e, ao menos, com um coração que não fosse a máscara de um gélido ser viandante!

Enganei-me e, por isso, peço-lhe desculpas!

Criei infindáveis expectativas e não fui capaz de perceber que você nada possuia para doar-me!

Neste dorido desencontro pude validar o enunciado lógico que somente pode dar quem, alguma coisa, tem!

©Balsa Melo
05.06.2005
Cabedelo - PB
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 05/09/2007
Código do texto: T639191
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87935 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 07:50)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)