Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BENDITA MADRUGADA & + interações com o mestre Pedro Galuchi

    BENDITA MADRUGADA

          Acordo cedo e medito,
  Até que o dia amanhece.
Só minha alma adormece,
Pra ver se sonha com Cristo.

     Por conta do frio intenso,
Abraçado ao meu amor,
Não usamos o cobertor,
Tão pouco nosso bom senso...

E entre preces e beijos,
Que se alternam na semana,
Sentimos que Deus nos ama...

Toda oração em solfejos,
 Que a nossa mente emana,
   Faz a madrugada bacana...
 
              Para o texto:
 SONETINHO DA MADRUGADA (T6408045)
 
...................................................................................
 
                                    GUERREIRO

                                      Persevero,
                                  No reto caminho.
                          O melhor em tudo que faço,
                   É de meu caráter os melhores traços...
            No universo doutrinário respeito o pergaminho,
     Pondo em prática as regras que tanto assustam os fracos...
Mas tenho a boa vantagem, que em Cristo, jamais andarei sozinho...

                               (Reedição)
 
                        Para o texto:
      SONETO A UM GUERREIRO (T6410060)
 
.....................................................................

                 S A U D A D E

Sinto no vento o perfume que me chama,
Sinto a loucura, com um toque de beleza...
Sinto saudades com requintes de tristeza...
Sinto tua Falta, ao deitar em nossa cama...

Arde o peito essa dor que me transforma,
E nega a vida, pra quem tanto te procura...
Diz-me onde andas, liberte essa criatura,
Que no coração, o amor por ti transborda...

Com minha vida fui moldado pra te amar,
A tua falta, mata aos poucos teu encanto...
Volta e me diz que continuas me amando...

Quero teu corpo... Quero ouvi-la respirar...
Quero teu beijo e teu amor mais profano,
Vem matar a saudade! Estou te esperando...

                         (Reedição)
 
                           Para o texto:
            SONETO DA SAUDADE (T6327458)
 
........................................................................

               A realidade deixa,
Que o medo ganhe vida.
    Na esperança perdida,
Que todo mundo se queixa...
 
              Para o texto:
    EQUILÍBRIO (T6340157)
 
.............................................................

Quem se sente passarinho,
E mora no quinto andar,
Pode pensar em voar,
Mas deve ficar no ninho...
 
Para o texto:
 Voar do Rochedo (T6321999)
 
...........................................................

          A lembrança me rodeia,
Mas evita chegar perto.
Talvez Deus esteja certo,
              E que ela seja alheia...
 
              Para o texto:
 Saudade (T6326725)
 
..........................................................

Lembro que na fazenda,
             Luz elétrica não tinha.
           E quando a noite vinha,
Candeeiro era oferenda...
 
             Para o texto:
 Apago a candeia (T6402321)
 
.......................................................

           Parte da mente divina,
É que constitui a nossa.
            E pensar é a sua sina,
Na intensidade que possa...
 
           Para o texto:
 Pensamentos (T6405135)
 
..........................................................
Com medo do mundo físico,
Refugia-se no virtual...
A solidão lhe faz mal,
  Por um problema psíquico...
 
               Para o texto:
      SOLIDÃO (T6410653)
       De: Pedro Galuchi
Jacó Filho
Enviado por Jacó Filho em 10/08/2018
Reeditado em 10/08/2018
Código do texto: T6414882
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jacó Filho
São Paulo - São Paulo - Brasil, 69 anos
3780 textos (310492 leituras)
1 e-livros (310 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/08/18 09:32)
Jacó Filho