Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Na Taberna Empoeirada

Com as mãos vazias, trêmulas e úmidas,
Por tentar alcançar sempre objetos noutras dimensões
Onde um oceano açucarado de águas negras embarga visões
E esconde tesouros guardados por criaturas mitológicas
Saídas das profundezas de Hades
Ou que foram espetadas pelo Senhor dos Mares,
Eu entro fatigado na taberna empoeirada.

E como um guerreiro ensangüentado e vencido pela vida
Ou um morto que a venceu mesmo depois de perdida,
Como o espectro de Aquiles atingido no calcanhar, mas que ainda anda
Pelas ruas e esquinas
Em busca de um refúgio, como um ombro o é para a pessoa que ama
E dorme sossegada naquele travesseiro de carne humana,
Eu entro fatigado na taberna empoeirada.

E o blues de John Lee Hooker toca na Jukebox:
“One bourbon, one scotch, and one beer”

- Garçom, um bourbon, um Scoth e uma cerveja.

E assim encontro meu refúgio na balsâmea madrugada.
André Espínola
Enviado por André Espínola em 08/09/2007
Reeditado em 08/09/2007
Código do texto: T643757

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
André Espínola
Recife - Pernambuco - Brasil, 32 anos
247 textos (12441 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 15:53)
André Espínola