Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

0 5 4 - SOU ASSIM



Ei, será que sou assim, por ser.
Talvez não, nem sei o que penso.
Vou gritando a minha paz.
Sou assim.
-*-
Grito o que amo,
Falo a minha verdade.
Por momentos, a felicidade.
E assim vou caminhar.

Ser é viver e viver é querer
A busca real do que se tem
E a fuga do premeditado.
Buscando sempre o esperado.
-*-*
Sou assim!
Mais um no caminho
Como um pássaro sem ninho.
E procurando confortar.
A luz de cada amanhecer.
--**-*-

Sou assim!
 
Sim és o que diz
O que busca o real
Um homem que bendiz
A caminhar
Seguro pelo caminho
Se ás vezes sem ninho
Isto não o desanima
Mais corre atrás
do que a voce se destina
Angelica Gouvea
POETA DAS MULTIDÕES
Enviado por POETA DAS MULTIDÕES em 09/11/2018
Reeditado em 09/11/2018
Código do texto: T6498607
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (elio candido de oliveira). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
POETA DAS MULTIDÕES
Ipiaçu - Minas Gerais - Brasil, 65 anos
55 textos (684 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/11/18 04:10)
POETA DAS MULTIDÕES