Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TARDES VAZIAS

para onde foi o amor
o velho amor que eu sentia
ficou em mim a dor
e as tempestades
para onde foi você
que amei
que quis bem
ficaram apenas as farpas
do seu amor por mim
para onde foram as tardes
de amor
ficaram vazias
quebradas
para onde foi todo sentimento
falado
escrito
cuspido
somente as lembranças
para onde foi
o que eu sentia
pelo esgoto da minha vida
embora
pelas tardes vazias...
EDUARDOS POETA
Enviado por EDUARDOS POETA em 16/09/2007
Código do texto: T655053

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
EDUARDOS POETA
São Paulo - São Paulo - Brasil, 47 anos
30 textos (481 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 23:09)
EDUARDOS POETA