Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

...SÓ SOUBE APRENDER AMAR!


COMO GOSTARIA DE TER A FÓRMULA CERTA PARA EXTRAIR ESTA DOR QUE TANTO ME FAZ DESAGUAR A SUA FALTA DE SENSIBILIDADE REVELADA NESTA AUSÊNCIA!

PODERIA TER SIDO DIFERENTE!

O SILÊNCIO ME FEZ FALAR E, FALANDO, VOCÊ SUBTRAIU TANTOS SENTIMENTOS DO MEU CORAÇÃO!

AGORA, NENHUM GESTO APONTA UM RUMO!

NENHUMA CENA ROUBA AQUELA QUE REVELOU SUA IDA!

NADA, EM TEMPO ALGUM, FARÁ DE MIM UM SER AUSENTE!...SÓ SOUBE APRENDER AMAR!


©Balsa Melo
18.08.2005
Cabedelo - Paraíba

 
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 17/09/2007
Código do texto: T656982
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87945 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 01:54)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)