Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Confisco da Razão

Silencio as farsas do adjunto de meu parecer
Encontro meus pêsames na forma das deidades
Subitamente me retraio na forma copulosa de meus desejos
Exito em entrecortar subsídios na convexa de minhas ações
Atordoado redijo meus prazeres na forma intercalada da noite
Escrevo meus desejos na forma subalterna de meu pensar
Desvendo minhas preces no atordoamento de meu parecer
Sintetizo minhas fábulas na forma copiosa de meu coração
Elevo os cálices de meu desejo
Destituindo as pálidas imagens da dor
Intercalando advisões no processo infindável da noite
Explico minhas indulgências na forma intrínseca da saudade
Copulo meus vértices na forma submissa de minha atenção
Recolho as atrocidades que julgam o desbravamento analítico
De minha relação racional no meio desmedido do desejo
Estipulo meus desejos no meio factual da razão
Reverbero no meio da confissão de meu pensar
Insinuo procurações no adjunto de minha vitória
Desdenho inverdades no conjunto de minhas fórmulas

O tempo esvaíra pelas pontas dos meus pés'
Facilitando assim a iníqua aquisição racional
A solução desmistifica o comportamento da originalidade
Desastres incitam o caminho participativo do desespero
A anormalidade desmascara o caminho da desperança
Fábulas não enigmatizam a epopeia do sofrimento
Conchavos enigmatizam a solidão prepotente do resigno racional
Apascento parábolas nas diretrizes dos sonhos
Recomeço um novo capítulo em minha sagaz história
Comprovo minha assinatura na labuta de meu desejo
Inspeciono metáforas na síntese de meu conhecimento
Nocauteio vertentes na parada difamatória da originalidade
Apascento minhas vertigens na solidão
Desmascarada do momento
Incito vertigens nas parábolas do coração
Esmiuçando vértebras no contrato condizente
Do retrocesso do desdenho emocional
Nocauteada pela labuta súbita da redenção
Desmistifico a confissão nos vales retratados pela dor

Preconizo palavras no magistério da saudade
Prevaleço confissões nas formas irrisórias do amor
Gametas interfere na sucção do desejo
Pois apascento vertigens no conflito intrínseco do sofrimento
Sínteses não desvinculam o caminho de minha esperança
Assino o contrato no prestígio do pensamento
Convivo com conflito dimensional de minha imagem
Nocauteando e assinalando a parte esplendorosa
De minha vitória
Sagacidades devaneiam no caminho
Introspectivo da redenção
Incitando a ação irrisória da saudade
Felipe Silvabs
Enviado por Felipe Silvabs em 11/02/2019
Código do texto: T6572402
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Felipe Silvabs
Santana do Riacho - Minas Gerais - Brasil, 20 anos
653 textos (3432 leituras)
2 áudios (39 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/07/19 08:14)
Felipe Silvabs