Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A pausa do amor.


Não foi o fim programado foi a espera.
Que silenciou duas vidas. Que parou no tempo
E que não marcou na ilusão.,
Atiçou os pensamentos e a alma no tempo.

Ficou entre nós a inspiração e até uma saudade-
Nos versos e poesias que a alma dita.
Retraindo as divergências do cotidiano.
Deslindar as nossas incompreenções.

Sabedores que éramos que este tempo
Perduraria por uma década ou mais.
Mas seu fim programado. Não por nós.
Pela vida pelos amores correspondidos.
E pela nossa eterna paixão.

Nada é para o sempre. Haverá e sempre
No coração a saudade
Na esperança uma realização.
E teus braços e abraços novamente sentir.



ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA
Enviado por ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA em 18/09/2007
Reeditado em 24/06/2012
Código do texto: T657309
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (elio candido de oliveira). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA
Ibiá - Minas Gerais - Brasil
4106 textos (160409 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 20:22)
ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA