Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema à Edgar Allan Poe

Alan Poe já dizia
Usufrindo da Necromancia
Que "eles" estão soltos
Tanto à noite, quanto ao dia

Participando de Necrolatrias
Poe era aprendiz
de Lá Inspirava seus contos
Escritos nas marquizes

Com seus necrófagos adestrados
Paseando às noites caladas
Construindo sua cultura
Medonha e imortalizada.

Me conte uma de suas estórias
Oh! Poeta das trevas
Agora vou dormir
Quero, no sono, te ouvir.

Um belo vinho para acompanhar
Um conto a imortalizar
Oh! Edgar Alan Poe
Sua alma irá nos cultuar

Oh! Ilustre Alan Poe
Onde quer que esteja
Estás divertindo com seus contos macabros
Cultura, entre outras, bela e ilesa.

Agardeço a ti, ilustre escritor
Por ter me mostrado o caminho da arte
Que por mais maldita que seja
És bela, e de mim, já faz parte.
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 14/03/2005
Código do texto: T6585


Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 35 anos
958 textos (33119 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/05/20 18:23)
Júnior Leal