Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quando os olhos dançam(homenagem ao público)

Que linda a bailarina!
Que doce de menina
Executando agora o pas de deux

Em torno de você
Os olhos se confinam
Sempre tão ansiosos só pra ver

Um anjo em trajes rosas
Com pernas sinuosas
Que cobrem, com um passo, o palco imenso

E os peitos todos tensos
E os sonhos que vão altos
Nos saltos em que voa a bailarina

E, assim, baila a retina
Que, então, se ilumina
Da inveja ou do desejo que ora afloram

Nas lágrimas que brotam
E que a penumbra encobre
Temendo ser um gesto menos nobre

E o público descobre
Que, em si, a bailarina
Gravou-se em sua memória e lá não finda

Mas sem saber ainda
Que o belo que imagina
Reside na sua alma e lá germina

D.S.

Djalma Silveira
Enviado por Djalma Silveira em 20/09/2007
Código do texto: T660378

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Djalma Silveira
São Paulo - São Paulo - Brasil, 49 anos
267 textos (10571 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 20:22)