Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poesia De Gaveta

Minha obra é minha vida
e o crédito se dá nas lágrimas
que me consomem os dias.

Nas horas vagas coloco
minha poesia na gaveta do coração
e quando aquecidas,
no pulsar de suas batidas,
divulgo-as aos ventos
que cruzarem meu caminho,
sem medo de que eles as levem
a outros rincões e querências.

Se por bem, alguém as ler...
e se uma dessas letras
lhe falar ao coração,
tome-a e faça-a sua.

Cumpriram seu destino
de saírem de mim,
- qual lava de um suspiro -
e morrerem como semente,
num coração novinho
de esperanças.
Maria
Enviado por Maria em 20/09/2007
Código do texto: T660422
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria
Blumenau - Santa Catarina - Brasil
4823 textos (194943 leituras)
1 e-livros (121 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 03:18)
Maria

Site do Escritor