Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor Prazer na dor

Amor
Prazer
na dor

Abrace-me agora como se nos despedíssemos
Demoradamente, como se nos esquecêssemos
Pois preciso agora deste abraço como nunca
E não suportaria a hora com você ausente

Sei que, assim, te amo e isso sei tão simplesmente
Pela solidão que em mim dispara a sua ausência
Dado o frenesi que me sufoca com seu beijo
Ou esse desejo que transcende a consciência

Só assim supero o medo imenso de perdê-la
E urge, nesta hora, ouvir dizer que, então, me ama
A confortar-me sempre com a luz do seu sorriso
De que preciso, agora, nesta cruz que me ata a alma

Deixe que meus braços se irradiem neste abraço
Se chorar, não ligue, pois agora não sou homem
Antes sou a fêmea que moldou-se ao seu espaço
Deformando o aço que ora as emoções consomem

Sinto esta saudade e estou surpreso ao sentir tanto
Preso, então, no encanto que só quer saber de amá-la
Mesmo minha fala se perdeu em meio ao pranto
Pois me espanta ver o quanto a dor de amor me abala

D.S.

Djalma Silveira
Enviado por Djalma Silveira em 21/09/2007
Reeditado em 21/09/2007
Código do texto: T662221

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Djalma Silveira
São Paulo - São Paulo - Brasil, 49 anos
267 textos (10570 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 11:11)