Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Folha Seca

         Já não tens para mim nenhum sentido,
         Já não tens para mim nenhum valor,
         Já não te vejo como outrora eu te via.
         És para mim um simples alguém, que existiu.

         Quando passas por mim despercebida
         Não te vejo, nem olho com quem estás
         És pra mim como um resto de bebida
         Que na boca do bêbado se desfaz.

         És um fósforo queimado, pelo chão,
         Jogado por alguém que o queimou.
         Te comparo a fumaça de um cigarro
         Flutuando pelo vento que a levou

         Se te vejo, finjo que não te ví,
         És como a folha rolada pelo vento,
         Foste apenas  um momento que vivi
         E por ter- te conhecido,  hoje lamento.

         Se te olho com desdém, indiferente
         Se tu ficas a olhar-me arrependida
         Se me olhas buscando o perdão
         Já não existes, para mim não és ninguém.
                 
         
         
         
         
         
         
BLopes
Enviado por BLopes em 22/09/2007
Reeditado em 23/09/2007
Código do texto: T664201
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BLopes
Itapetim - Pernambuco - Brasil, 73 anos
1067 textos (112554 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 02:53)
BLopes