Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PESSOAS

Autora: Regilene Rodrigues Neves

Caminhando pela rua, vejo:
Pessoas em seus passos ocultas
Vultos na solidão de seus pensamentos
Ás vezes navega em sonhos profundos...

Caminham... Caminham...
Prisioneiras de um silêncio
Passam... Uma a uma...
Como espectros de almas
Muitas na angústia... Solidão...
Outras nos devaneios do coração
Tantas no egocentrismo de si...

Embora talvez exista um átimo
Na consonância de um mesmo pensamento
Elas se alheiam na passagem vaga de um olhar...

Talvez o trágico do dia a dia
A própria escalada pujante da vida
Os tornem próximas e distantes...
Tão pétreas
Numa frieza devasta...

No entanto: Seres
Numa mesma busca de sentimentos e vida
Um toque lhes parece um furto
Uma provocação
Menos um gesto companheiro

Não sei
Talvez uma estabilidade do sossego
Traga-lhes a monotonia intransponível do silêncio
E gerem a desconfiança e o tédio

Eu vi meu semelhante
Passei por ele e não o conheci
E no fim, descubro que estivemos tão próximos...
Numa mesma rua
Sob um mesmo céu
E não o conheci... E não o conheci...
regipoeta
Enviado por regipoeta em 02/11/2005
Reeditado em 26/09/2011
Código do texto: T66424


Comentários

Sobre a autora
regipoeta
Goiânia - Goiás - Brasil, 58 anos
1454 textos (154792 leituras)
22 e-livros (7202 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/20 08:10)
regipoeta