Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O relógio das horas perdidas

O relógio das horas perdidas
Em contratempos
Em adversidades
Marca oito horas da manhã
A fila. A senha. A demora
Até que se passou muitas horas
E nada se resolveu.

O relógio das horas perdidas
Nas ruas, nas esperas
O tempo que não volta
Que nada se fez
Três da tarde de domingo e rodovia parada
A obra que nunca acaba.

O relógio das horas perdidas
Parou de funcionar
Acabou a bateria
Será o fim das horas perdidas?
Tudo depende das medidas
da fila, do congestionamento e etc, etc e etc...

10/05/2019
Miguel Rodrigues
Enviado por Miguel Rodrigues em 10/05/2019
Código do texto: T6643811
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Rodrigues
Barueri - São Paulo - Brasil, 35 anos
1617 textos (48663 leituras)
6 e-livros (1683 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/06/19 05:43)
Miguel Rodrigues