Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O VÉU DAS PALAVRAS E A REALIDADE DAS OBRAS

Voando vou nas asas do vento
Não, não sou um sonhador.
De fato, sou mais uma alma apaixonada
à caminho da eternidade...
E o vento é o invisível que me esconde deste mundo,
soprando-me suavemente que daqui não sou...

 Verdade seja dita
viver essa vida sem a certeza do céu,
é não vivê-la, mas apenas  experimentá-la
 sem o seu sentido eterno...

O fato é que,
os seres humanos estão fazendo
da existência temporal,
um verdadeiro inferno,
um castigo,
sem ter razão nenhuma para isto...

Porém, malditos são todos aqueles
que servem ao mal  e revelam sua face...
Suas práticas são práticas perversas, nefastas.
Certamente terão o quinhão da agonia e humilhação
que impuseram aos outros...
Terão ainda os mesmos desgostos...
de suas impotentes vítimas.

Por isso, corro, virtudes adentro,
sem me importar com o tempo que falta.
Porque tempo para mim é terreno fértil
que aproveito para plantar o bem feito
e assim ser milagre cada dia
de nossa existência que já é eterna...

Não vou duvidar de tua dúvida...
Também não vou calar minhas palavras...
Mas quero tão somente
que as obras falem mais que minha boca...
E que meu coração
diga sempre a Deus
que o amo acima de tudo
e que sem Ele neste mundo,
nada sou.
Frei Fernando Maria
Enviado por Frei Fernando Maria em 24/09/2007
Reeditado em 05/01/2008
Código do texto: T666725
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Frei Fernando Maria
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 58 anos
999 textos (232019 leituras)
87 áudios (18973 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 15:41)
Frei Fernando Maria

Site do Escritor