Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O MAL QUE VOCÊ ME FAZ!


Ser-lhe-ão gratos todos os meus sonhos desalentados pela sua indiferença!

Serão tristes todas as palavras que lhe direi, mas não tem sido fácil conviver com tanto desprezo, descaso e vilipêndio ao meu amor!...Por isso, não se ofenda com o tom carregado da minha queixa!

Erga-se do seu trono!

Este tempo ruiu-se na âncora das horas e naufragou!

Os meus sonhos haverão de ser encontrados no encontro de quem sabe sonhar e as palavras lamuriosas serão outras toda vez que se lembrarem do mal que você me faz!

©Balsa Melo
13.10.05
Cabedelo - PB
 
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 24/09/2007
Código do texto: T667029
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87931 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 15:36)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)