Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INCRÉDULO CORAÇÃO!


Incrédulo coração!

Teimou comigo que não sofreria e agora sem lenitivo para aliviar a dor, exige de mim, apenas, o remédio para a salvação!

Inocente coração!

Crera nas falácias da aparência e chafurdou-se no desencontro decretando a nossa falência!

Levante-se sofrente amigo!

Somos os únicos salvos nesta guerra e não enalteça, com o meu pranto, a ingrata que lhe impôs a morte!

Hoje é outro dia e amanhã todas as venenosas lembranças sairão dos nossos olhos como o cisco que o vento traz e sopra imediatamente!

©Balsa Melo
22.10.2005
Cabedelo - PB
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 24/09/2007
Código do texto: T667041
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87942 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 11:11)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)