Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
DEVOLVA-ME UM POUCO DO AMOR QUE ROUBOU DE MIM!
***************


Insisti em magoar a minha fala que tanto fala deste amor!


Procurei remédio para aliviar o tédio desta solidão!


Corri sem rumo para fugir de mim e percebi que eu carregava só você!


Ultrapassei a barreira do som com o desespero do meu grito, mas ele continua silencioso para o seu ouvido!


Indaguei ao mundo sobre os desatinos que provocam um desamor e o marasmo decretou o caos!


Juntei o pouco que restou das minhas partes estremecidas pelo cansaço e ordenei que se entregassem, novamente, ao seu coração!...


Quem sabe, sentindo-as combalidas e esfalecendo, você acene uma possibilidade com uma gota desse amor que tanto de mim sugou!


©Balsa Melo

05.11.05

Cabedelo-PB

BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 25/09/2007
Código do texto: T668460
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87931 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 17:26)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)