Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sempre Esqueço que Amar é dolorido!


Sempre esqueço que amar é dolorido!
Nos meus versos, insisto e falo neste amor doído.
Como quem gostaria de vivê-lo por não tê-lo possuído,
Ou talvez por tê-lo vivido e ao vento perdido.

E eu desejando nas entranhas sentir esta dor!
Dor do amor absoluto dando-te como troféu,
E assim condecorá-lo e exaltá-lo neste céu.
Meu anjo de encantos, imaginado Eros, deus amor!

Devaneio este amor inventivo e sagaz!
Obsessivo a idéia da poetisa com espasmos de amar
Não querendo morrer sem viver este idílio sublimas
Poder cravá-lo na eternidade deste coração fugaz.


04/11/05
LuliCoutinho
Enviado por LuliCoutinho em 04/11/2005
Reeditado em 17/01/2006
Código do texto: T67342
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
LuliCoutinho
São Paulo - São Paulo - Brasil
857 textos (160276 leituras)
2 áudios (434 audições)
7 e-livros (1323 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/20 05:48)
LuliCoutinho