Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
giphy.gif
.....E ela lá tão longe, do Eu distante,
Achando que o que não faço é o fim,
Nunca quis vir se fazer presente,
E com seu amor e carinho, cuidar de mim.


E mesmo que eu não precise,
Nada melhor do que um gostar assim,
Afinal, gostar faz com que um querer se idealize,
Antes que a vida se chega ao fim.


Tão...tão longe de você  a vida se alinha,
Numa distancia que traz uma doce alegria,
Uma vontade insana na querência minha,
Que vai muito além da poesia.


E como as aves que vem de longe em cantoria,
No inverno e no verão,
Para a natureza traz alegria,
Como você pode trazer ao meu coração.


Sou teimoso que dói,
Intempestivo como a rebeldia do mar,
Que maremoto  rumina mas não destrói,
E  depois vem abraçar a areia como se quisesse amar.


Tão...tão distante, eu de você, e você de mim,
Mas os ventos que vem do Norte traz-me sorte ao depois,
Traz-me  também amor e cuidados que me faz assim,
Mas perto do coração do que a distância de nós dois.


Ah! Que a saudade surge sem nocividades,
Do velho e do novo tempo  que se faz presente,
Quiçá  fazendo mínimas a distância das cidades,
Na tela de um computador
que reflete todo um torpor,
 e já não se faz tão longe do Eu de ti distante.
Socrates Di Lima
Enviado por Socrates Di Lima em 17/09/2019
Reeditado em 17/09/2019
Código do texto: T6747257
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Socrates Di Lima
Jardinópolis - São Paulo - Brasil
8115 textos (643690 leituras)
273 áudios (9458 audições)
1 e-livros (66 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/19 18:24)
Socrates Di Lima