Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As brumas de areia...

As brumas de areia... Sérgio Portugal 28-fev-2007
      (em Jeri)

Me perco em pensamentos
Próximos... distantes...
Velozes como as brumas de areia
Que constróem dunas nas viagens do tangível e do intangível

Eles (pensamentos) correm como fios que se entrelaçam
Construindo agasalhos n'alma
Que muitas vezes são os que nos aquecem o peito
Nas noites tristes e frias de solidão

Elas (brumas) identicamente
De suas teias criam montanhas
Que, se soterram casas, não soterram lares
E terminam palco do mais lindo pôr de sol

E aí, vejo que, tal qual as brumas de areia
Não há o que temer... pensamentos não destróem...
Apenas modificam nossa paisagem interior
Conforme nos destinam o tempo e a nossa própria natureza

 
SerH
Enviado por SerH em 30/09/2007
Código do texto: T675410

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
SerH
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
19 textos (601 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 18:54)