Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fantasy

Eu tive sonhos dourados onde minha tristeza só olhava de longe,
São sonhos frustrados que hoje se tornam amargos, e ao poucos somem.
Ah! Quantos sorrisos eu chorei, fingindo, me mantendo firme,
Sem deixar que vissem que em pequenas partes me desmontei
E que essas lembranças amargas me deprimem.

Eu também tive amores os quais não pude provar,
Por circunstâncias ocasionas então só me restou sonhar.
E por tempos sonhei com a esperança que só me consumia,
E sem ver esperei, até que por esperar me perdi nas minhas fantasias.

Me afoguei com o que eu sonhava
E escolhi morrer em amor
Morrer afogado em minhas próprias mágoas
Do que viver conformado com tal dor.

Não me restou nem a capacidade infantil de sonhar,
E o que eu chamava de asas, cinzas sopram no vento.
Fantasias mortas ao final era o que me transparecia,
Fantasias não comportas em um falso segredo de eucaristia.
Santiago Belmont
Enviado por Santiago Belmont em 01/10/2007
Código do texto: T676476
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Santiago Belmont
Maceió - Alagoas - Brasil, 25 anos
42 textos (1608 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 12:50)
Santiago Belmont