Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OPRESSÃO

1. Eterna e recentemente, o pênis
é a esfinge controlando
3. teus instintos.
4. Desabitado de sentidos, só
me resta a
6. espera.
7. De que mares os exércitos levantarão?
8. E se o clarim soar, haverá tempo?
de avisar aos criminosos que o
tiro fundamental
esfacelará
sobre a multidão
13. no nervosismo da espera?
14. Celebraremos amores com a marginalidade
15. p'ra que a vida seja menos vazia.
16. Paredões escritos a sangue e mijo
escorrem sonhos de poupanças e loterias
pelas brechas do teu cérebro
que não pensa
rumina
informações desgarradas
no desastre
23. consumista.
24. Havendo consumo
25. nada de humanidade.
26. Terra de sol sem tempero
teu destino vegeta
num bosque de ossos
e palavras avulsas
pichadas num muro
de incompreensões
que os debilóidos
33. deixaram aos homens
Eriko y Alvym
Enviado por Eriko y Alvym em 06/10/2007
Código do texto: T682927

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (ERIKO ALVYM e www.erikoalvym.zip.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eriko y Alvym
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1310 textos (32846 leituras)
8 áudios (1083 audições)
2 e-livros (177 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 03:49)
Eriko y Alvym