Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MANDRAKE RUDE D'ALMA BLACK

VÊ-DES
MANDRAKE RUDE D'ALMA BLACK,
AO MUNDO SOLFEJAS, 
AO MUNDO TU NEGAS,
SEM DAR-SE CONTA DO MAL,
TEU MAL, TU NEM PERCEBES!

Ó TU QUE
HABITAS O LÚGUBRE PÂNTANO DA NEGRA FLORESTA,
ALÉM FRONTEIRAS DAS PROFUNDAS DO LODO INFECTO,
O TEU ESPECTRO REFLETE A FEALDADE DA MATA-SETE.

VÊ-DES
MANDRAKE RUDE D'ALMA BLACK,
O TEU CORAÇÃO ÁRIDO, VIL, DESÉRTICO,
O RANCOR, O ÓDIO, 
É METÁSTASE MÓRBIDA QUASE INDELÉVEL.
PÍFIA METAFÍSICA QUE POR VOLTA PERENE NÃO DEMORA, E AMIÚDE INFELIZ A SE REPETIR, OBSEDANTE SEMPRE SE  REPETE,
TAL QUAL O ABNÓXIO MAL QUE TU AQUIESCES.
TUA ÁUREA RECRUDECE TURVA,
A TORNÁ-LA FEIA EM TOM MAIS BREVE.

VÊ-DES MANDRAKE RUDE DE ALMA BLACK,
VÊ-DES MANDRAKE RUDE DE PARCA FÉ E DE POUCA PRECE,
CRESÇA, FLOREÇA, ELEVA-TE A GRANDEZA DO REINO ESPIRITUAL,
AO PLANO LEVE DA REALEZA,
E QUE DEUS TE GUARDE, TE GUIE E TE PROTEJA.

SERRAOMANOEL - SLZ/MA - TRINIDAD - 07.10.2007.


serraomanoel
Enviado por serraomanoel em 08/10/2007
Código do texto: T686368

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
serraomanoel
São Luís - Maranhão - Brasil, 57 anos
1502 textos (161936 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 15:40)
serraomanoel