Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ODE POETRIX

Não
No silêncio
o afinco...

 

 

claro...
no abismo
a cor da poesia....

 

 

Sim...na alma
a Via-Láctea
desfile de Pegasus

 

 

 

Mas também na estrada
o motor é o duende
dos que vestem asas....

 

 

Entre cavernas floridas
e leões sonoros
a flor é anúncio

 

 

Porém...salteadores
e sapos conhecem o caminho:
na montanha os olhos

 

no riacho
a alma
silencia cânticos

 

À poesia retumbante
que introduz dissonâncias
no sol

 

E na loucura de vórtice do olhar
que me encontre
entre ninfas e flechas....

 

 

Mergulhando nas tintas do sonho:
identidade e chamas
- justiça

 

Ardendo em brasa
nas crateras da lua
:inaugurando lagos

 

Para no teu ventre de bosque
deslizar como riacho
e serpente delirante

 

 

Empinando como potro bravio
nas tuas costas de deserto,
em flama pelos teus olhos

 

Deslizo pela luz da Lua

 Mais vampiro que pirilampo:
anjo armado
até os dentes de amante

 

Mas penetrada pela sede
louca do guerreiro
que enverga a tocha


Eriko y Alvym
Enviado por Eriko y Alvym em 12/10/2007
Reeditado em 13/12/2008
Código do texto: T691570

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (ERIKO ALVYM e www.erikoalvym.zip.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eriko y Alvym
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1310 textos (32843 leituras)
8 áudios (1083 audições)
2 e-livros (177 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 09:47)
Eriko y Alvym