Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pensamentos e Estrelas num Vaso

Reguei um vaso sem flor
E dele nasceu uma estrela
Brilhava, tímida e clara
E olhava, nostálgica, o céu

Podiam nascer frases
Ou palavras marrons, escuras
Um vento uníssono e quente
Mas nascera uma estrela
Pequena, prateada, singela.

Talvez, de um outro planeta,
Alguém a visse
Como um sol de solstício
Mas, era fria e sem graça

Medicava meus pensamentos,
E nem mesmo pensava...
Vendava meus olhos
E ouvia o universo fluir
Expandindo? Diminuindo? Não sei

Uma tempestade caia
E eu temia os raios
Escondia-me, atrás de vendas
Num sótão escassamente iluminado
Numa casa velha, empoeirada
Num mundo de sentimentos baratos
Amores numa esquina
Desamores na outra

E a estrela era a única luz que eu via
Seu brilho, fraco e fosco
Ultrapassava a rota venda de meus olhos
E ia, também, além de mim,
Meus olhos, meus sonhos, minhas mentiras

A casa, desolada, fria
Como num inverno de neve e vinho
E dentro de mim
Um frio ainda mais intenso.
Meu coração parecia-se
Com um planeta deveras distante do sol

Mas a estrela nascera sob meus olhos
E cada segundo esvaia se
Numa fumaça opaca, amena
E sem cheiro
Talvez, nunca tenha sido estrela
Apenas uma flor estranha
E, ainda me pergunto,
Se sonhara ou enlouquecera
Ou, se o vaso quebrado no chão
Realmente guardara uma estrela...
Elton Veloso da Silva
Enviado por Elton Veloso da Silva em 15/10/2007
Reeditado em 18/06/2008
Código do texto: T695324
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Elton Veloso da Silva
Pedreira - São Paulo - Brasil, 31 anos
110 textos (7089 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 19:15)
Elton Veloso da Silva