Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Punhalada

Quem diria que em bela roupagem
Com jóias tão belas à mostra
Quem diria que ele teve a coragem
De, friamente, apunhalar tuas costas.

O amor é a maior das desgraças
É tristeza enrustida em beleza
Se agora passeias com amor na praça
Em casa vê só ódio e frieza.

Mas sim, desgraçadamente, também amo
Mas a maldição me fala mais alto
E quando o coração ama - sempre aos prantos -
Chega a desgraça e toma de assalto.

Quem diria que a punhalada certeira
Foste para ela, em vida, a maior dor
Quem diria que a punhalada certeira
Foi para ele, um ato de amor.
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 18/03/2005
Código do texto: T6972


Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 35 anos
958 textos (33116 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/05/20 21:40)
Júnior Leal