Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Casa

:

Numa rua sossegada
minha casa se aboleta
A casa é bem acabada
a minha casa é discreta.

Está plantada no alto
fica á sombra do arvoredo.
E de lá se mostra ao vale
minha casa acorda cedo.

A minha casa tem varanda
que espreita o alvorecer
e o ouro do sol poente
faz o jardim florescer

Os alecrins e lavandas
perfumam casa e quintal
Madressilvas chovem flores
na entrada principal.

Minha casa é puro esmero
Minha casa é radiante
Tem uma horta de temperos
e um pomar mais adiante

Nesta rua ,os canarinhos
que gorjeiam nossas tardes
são os mesmos que cedinho
no quintal fazem alarde.


(  A lei da atração ).
angela duarte
Enviado por angela duarte em 18/10/2007
Código do texto: T699297
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
angela duarte
Itabira - Minas Gerais - Brasil, 68 anos
365 textos (30812 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/03/21 10:38)
angela duarte