Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto XXIII

Imagina, garota dos meus tormentos
Se o amor que eu sinto e você não vê
Um dia se revolta contra você
E passa a ser ódio em todo momento

Eu não mediria meu ódio perverso
Como também não medi meu amor
É livre a dimensão de prazer ou de dor
É livre o mal, em meu rosto ou em meus versos.

Imagina, garota, se eu fosse esperto
E quisesse à você tudo o que merece
Eu não ficaria mais um segundo perto.

Se esse amor, esse mal que me enlouquece
Te dar um golpe que pegue certo
Tu morre, e por amor, meu coração te esquece.
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 19/03/2005
Reeditado em 30/03/2005
Código do texto: T7035


Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 35 anos
958 textos (33243 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/11/20 17:33)
Júnior Leal